E viva o Redbull! Transcrições numa noite quente…

Sim, essa vida não tá fácil… prometemos pra nós mesmas queaté o final do feriado teríamos mais 4 capítulos prontos – Módulo 1000, Vímana, Serguei e Som Imgainário… e cá estamos, pra lá de 1 da madruga, sentadas no computador…Trabalhoso mas divertido… algumas pérolas do Lobão (que foi a última fita que eu transcrevi) pra alegrar os corações… Tati tem umas ótimas do Tavito e do Zé Rodrix que ela postará depos que sair do transe…rs…

“Na verdade eu tive a sorte de cair numa banda que… eu queria trepar, foder, as na verdade, parecia um mosteiro. Tudo mto assim… treinava 10 horas por dias. ”

“Ele [Luiz Paulo, tecladista do Vímana] parecia o visconde de sabugosa! Ele é totalmente distraído. Quando a gente morava junto, ele saía pelado do banheiro com a toalha na boca, ele tava compondo… com o braço esticado assim, olhando pra cima… tocando no braço… teclado com a mão direita…”

“A primeira doença venéria que eu contraí, foi quando eu entrei no vímana. Pô, eu era semivirgem! Foi num dia do soldado… 25 de agosto de 77, eu fazia 18 anos… E eu pensava, porra, vou ter que comer uma mulher… eu morava ali num lugar em laranjeiras, que tinha o famoso BO, “Buceta de Ouro”, um puteiro, uma casa colonial… e eu fui lá… consegui, e na semana seguinte eu consegui dinheiro e fui lá, eu me lembro, sentei lá fazendo pose de cara experiente e pedi um guaraná caçula, hahahhahaa, cheio de chinfa… tava dando a maior bandeira… e na semana seguinte fui de novo e descolei uma gonorréia, o que naquela época era motivo de orgulho… vc praticamente tinha que cantar, era um upgrade… e eu sofria assédios sexuais… hahahahhaa”

“Pô, eu me lembro…a gente tava ensaiando no Teatro Casagrandre, o Fernando nunca foi de verbalizar, ele é mto na dele… aí to eu lá, tocando bateria e vendo tudo lá da frente, tinha assim o Lulu, o Fernando e comecei a ver o Lulu peitar o Fernando, burburinho, daqui a pouco parou todo mundo e eu so vejo o Lulu com aquela boca enorme e eu só vendo a silhueta… daqui a pouco veio…
Fernando: Lulu, deixa eu só falar uma coisa?
Lulu: não, vc não tem razão, não vai falar nada…
Fernando: é que vc ta com bafo de merda, por favor, para de falar…
Aìí Lulu esmureceu, saiu frágil, chorando, ofendidíssimo, a gente ria, e o Fernando tentando explicar… aí depois chega o Lulu, olha pra todo mundo teatralmente, encara todo mundo, pega uma craviola, toca uma musica linda, mto canastrona, “Amanhã, eu prometo, eu vou ser outra pessoa, espere até amanhã”… ”

Quem viver, verá!


One Comment on “E viva o Redbull! Transcrições numa noite quente…”

  1. Tatiana disse:

    hahahahahah, essa do última lobão é GENIAL


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s