Ciclo sobre contracultura leva música, cinema, teatro e debates ao Sesc Pompéia

Hey babes, hoje tem debate mediado pelo graaaaaaaaaande Alex Antunes, olha só:

Debate a partir da questão O que é Contracultura. O termo contracultura é um neologismo atribuído a Theodore Roszak, que o teria usado pela primeira vez em 68. Mas, na atribulada passagem dos anos 60 para os 70 (e mesmo em suas reverberações nas décadas seguintes) nem sempre é fácil estabecer com precisão o peso e a correlação entre os seus diferentes ingredientes: políticos, sociais, comportamentais etc. Debatedores: Ana Maria Bahiana (jornalista e cineasta), Rogerio de Campos (jornalista e editor da editora Conrad), Roberto Piva (poeta). Mediação de Alex Antunes (jornalista). No Cine Beatnik, na Área de Convivência. Retirada de ingressos gratuita no dia da atividade, na bilheteria.

Maiores detalhes aqui embaixo, ó:

Da Redação do UOL
A partir desta quarta-feira (16) tem início o ciclo “Vida Louca, Vida Intensa – Uma Viagem pela Contracultura” no Sesc Pompéia, em São Paulo. Com atrações musicais, teatrais, exposição de cartazes e uma seleção de 27 filmes, a mostra abrange diferentes expressões da contracultura, palavra difundida no fim da década de 1950 para designar o que se diferenciava das manifestações artísticas predominantes na sociedade da época.

Entre os destaques da programação estão o show da banda suíça Young Gods, uma apresentação de jazz em tributo ao poeta e artista britânico William Blake, peça teatral baseada na vida e obra de Hilda Hilst, leitura de poemas de Ana Cristina César e uma instalação cenográfica no espaço de convivência do centro cultural, que tenta reproduzir, por meio de sons e imagens, a atmosfera da contracultura do fim da década de 1950 até a década de 1980.

No espaço da instalação cenográfica haverá ainda o espetáculo “Intervenção Antropofágica”, envolvendo dança, teatro, literatura e música, sob o comando da Cia. Nova Dança 4.

A seleção de filmes dialoga com as demais atrações e abrange curtas do escritor William Burroughs, o longa “The Trip” (1967), filme sobre o uso de LSD dirigido por Roger Corman, “Naked Lunch” (1991), adaptação de obra de Burroughs feita por David Cronenberg, além de uma sessão dedicada a Andy Warhol com dois filmes – um sobre a vida do artista, “Scenes from the Life of Andy Warhol”, e outro dirigido por ele, “Vinyl” (1965). Warhol também aparece na direção de outra produção que será exibida, “The Velvet Underground and Nico” (1966), que mostra imagens da banda nova-iorquina liderada por Lou Reed.

A literatura tem destaque no ciclo com o sarau “Noites Sujas: Nuvem Cigana”, que comemora os 30 anos do grupo de escritores cariocas Nuvem Cigana, formado por Bernardo Vilhena, Chacal, Charles Peixoto e Ronaldo Santos. “Vida Louca – Vida Intensa” apresenta também seminários sobre contracultura e tropicalismo.

O ciclo tem curadoria do jornalista e designer Eduardo Beu e segue até 22/6 no Sesc Pompéia, em São Paulo. Consulte a programação completa do evento no site http://www.sescsp.org.br .

——————————————————————————–
“VIDA LOUCA, VIDA INTENSA – UMA VIAGEM PELA CONTRACULTURA”
Quando: de 16/4 a 22/6
Onde: Sesc Pompéia (rua Clélia, 93, tel.: 0/xx/11 3871-7700)
Quanto: entrada gratuita em exposições, filmes, seminários, performances de teatro, dança e sarau literário; entradas cobradas apenas em shows (consultar preços no site http://www.sescsp.org.br )

Quando sobrar mais um tempinho, eu posto os destaques da programação! Tem mtaaaaaaaaa coisa boa!

Aline😉



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s